Compartilhe!

É bem provável que você conheça o Adblock, aquela extensão para os navegadores que bloqueia propagandas em sites e vídeos. O plugin é considerado um salvador para os internautas que não querem sua tela cheia de propagandas ou esperar para assistirem um vídeo no YouTube, mas, por outro lado, é considerado um “problema” para donos de sites que vêem suas receitas decaírem.

De acordo com um estudo da Pagerfairaté o fim de 2014, 14 milhões de pessoas usavam o Adblock, representando 5% de toda comunidade da internet. Mesmo parecendo muito pouco, essa porcentagem se concentra em países desenvolvidos, atingindo assim as receitas de muitos sites que utilizam de publicidade.

Após um pequeno questionário nos Estados Unidos, 27,6% dos entrevistados afirmam utilizar o serviço de bloqueio e isto marca que mais de um quarto das receitas estão sendo perdidas. Como esperado, serviços como o Google estão sendo afetados pelo bloqueio de propagandas, e o mesmo não ficou parado, afirmando ter descoberto um método para “enganar” o Adblock, pelo menos no YouTube.

Imagem: Reprodução/Ultec

Imagem: Reprodução/Ultec

A partir de agora, o Google irá introduzir o anúncio como uma introdução nos vídeos, fazendo assim que o Adblock não possa impedi-las de serem reproduzidas.

O mais interessante nesse método é que aqueles que utilizam do serviço de bloqueios não terão a opção de “skip”. Para que o mesmo volte a ser apresentado é necessário desativar o serviço ou adicionar o YouTube na “white-list”.

  • Pigão

    Isso é só pra quem usa Chrome, tá!
    Vou usar outro navegador até o Adblock conseguir funcionar de novo.