Compartilhe!

Isso pode soar como algo de filme de espião, ao estilo James Bond, mas, de acordo com pesquisadores do MIT, já há um método que funcione para a reconstrução de áudio capturado através de minúsculas vibrações produzidas por ondas sonoras em objetos.

Os pesquisadores utilizaram um saco do batatas fritas, inserido em um ambiente fechado, e uma câmera de altíssima resolução colocada do lado de fora do ambiente – realizando a filmagem através de um vidro à prova de som. A partir da detecção das minúsculas vibrações causadas pelo som no saco de batatas fritas, mais tarde, foi possível ler tais vibrações e traduzi-las de volta para o som de um homem falando. O resultado é quase que perfeito!

“Somos cientistas, e às vezes nós assistirmos a esses filmes, como os de James Bond, e pensamos: ‘Isso é teatro de Hollywood. Não é possível fazer isso. Isso é ridículo! E de repente, você tem isso,” disse Alexei Efros, pesquisador da Universidade da Califórnia em Berkeley.

O saco de batatas fritas não foi o único a entrar na pesquisa do MIT. Folhas de plantas e a superfície de um copo d’água também foram capazes de “dizer aos cientistas o que ouviram”. Enquanto as vibrações causadas pelo som não são observáveis pelo olho humano, praticamente tudo pode ser captado por uma câmera de alta velocidade, mesmo a vários metros de distância e através de um vidro à prova de som.

A pesquisa está sendo descrita em um artigo e será publicada na Siggraph, conferência de computação gráfica. Há mais informações no site do Instituto de Tecnologia de Massachusetts.

Via The Verge