Compartilhe!

A conferência anual do Google deste ano trouxe várias novidades e produtos novos. A Google deu o passo inicial para entrar de vez em nossas vidas, com versões do Android para carros, TVs e até para “acessórios vestíveis” (os relógios inteligentes).

O evento teve uma abertura um tanto quanto emocionante, onde um grande relógio mecânico com uma contagem regressiva e vários gatilhos com efeito dominó deram partida a uma apresentação em vídeo bem descontraída. Logo depois, Sundar Pichai, gerente das divisões do Android e Chrome, subiu ao palco da apresentação com algumas estatísticas animadoras sobre o Android como introdução para anunciar o projeto Android One.

Android One

O novo projeto da Google se baseia nas necessidades de paises emergentes para ensinar e subsidiar fabricantes a construírem smartphones de baixo custo de qualidade. Totalmente controlados pelo Google, os smartphones com Android One receberão atualizações instantâneas assim como os aparelhos da linha Nexus. Por hora, o projeto está disponível apenas na Índia, mas logo chegará também a outros países, incluindo Brasil.

Primeiro smartphone com Android One | Imagem: Youtube

Android L

Após o lançamento do projeto Android One, foi a vez do anúncio oficial da nova e grande versão do Android, que foi toda remodelada e repensada. O vice presidente de design, Matias Duarte, demostrou como a Google aprimorou todo o seu sistema móvel visando a simplicidade, usabilidade e beleza, com cores mais vibrantes e baseadas. Nomeado de Material Design, o Google pretende unificar a interface de dispositivos móveis e web para gerar uma experiência agradável e responsiva, prometendo animações mais fluídas e suaves.

Interfaces unificadas com o Material Design | Imagem: Youtube

As notificações agora receberão mais destaques e estarão também na tela de bloqueio do aparelho, onde o usuário poderá interagir e descartar as mesmas. A central de notificações e as configurações rápidas também foram remodeladas seguindo o Material Design. Ainda sobre a nova tela de bloqueio do dispositivo, foi adicionada uma função interessante ao sistema: o Android irá identificar se você está em um local seguro, como sua casa, ou um dispositivo específico pareado e dispensará a necessidade de inserir a senha do aparelho, o que facilitará bastante a vida dos usuários.

Assista ao vídeo introdutório do Material Design:

Cada vez mais integrado à web, o Android também teve a multi-tarefa remodelada, e agora apresenta os aplicativos abertos junto as abas do navegador em formato de cards flutuantes – como se as abas fossem aplicativos.

O novo multi-tarefa com abas do navegador integradas.

O novo multi-tarefa com abas do navegador integradas | Imagem: Youtube

O Google aproveitou também para demonstrar como o Material Design e o Polymer, o novo conjunto de APIs da gigante, vão tornar a Web quase tão rápida e fluída quanto aplicativos nativos.

A empresa também comentou sobre a indexação dos aplicativos que irão permitir abrir links de sites nos próprio Android, um modo “Não Perturbe”, áreas de trabalho diferenciadas para trabalho, a arquitetura ART como padrão que dará suporte a processadores x64 e o dobro de velocidade aos aplicativos, além do Android Extension Pack que promete gráficos de PCs em seu Smartphone e o Projeto Volta que irá monitorar minuciosamente e aumentar o desempenho de bateria em até 90 minutos.

O Android L Developer Preview, junto as impressionares 5 mil novas APIs, estarão disponível hoje (26/06/2014) para desenvolvedores. A versão completa do sistema será liberada para todos ainda este ano.

Confira algumas screenshots do Android L:

Android Wear

Após o Android L, foi a vez do Android Wear ser lançado oficialmente junto ao LG G Watch e o Samsung Gear Live, que já estão disponíveis para venda na Play Store americana. Infelizmente, o Moto 360 ainda não foi lançado devido ao seu formato arredondado único, segundo Pichar.

O Google realmente se esforçou para fazer com que o Android Wear estivesse pronto para oferecer informações relevantes e atividades diárias de maneira inteligente, com o minimo de esforço do usuário.

A ideia é fazer com que tudo funcione sem que seja necessário retirar o smartphone do bolso, tendo o relógio a possibilidade de oferecer informações como o horário e portão de embarque do seu voo, previsão do tempo, notificações do smartphone e até mesmo opções de compra. Os comandos de voz sempre a escuta também estão presentes no smartwatch e vão possibilitar a resposta à mensagens de texto no Hangouts e futuramente aplicativos de terceiros, além, é claro, de trazer todos os comandos do Google Now, que já conhecemos, para o pulso do usuário.

Aplicativos no Android Wear. Imagem: Youtube.

Aplicativos no Android Wear | Imagem: Youtube.

O SDK completo do Android Wear também já foi disponibilizado com inúmeras APIs e compatibilidade com a maioria das APIs do Android, que possibilitarão o controle de sensores como pedômetros e medidores cardíacos responsáveis pelo monitoramento do condicionamento físico todo o tempo. Isso ainda é só o começo, pois foi prometido muito mais funcionalidades para plataforma em breve.

Para demonstrar o poder das APIs do Android Wear, o Google mostra que ao abrir um aplicativos de receitas no seu smartphone, o Android Wear identificará e já estará pronto exibindo o passo a passo da receita no seu pulso e com apenas um toque cria um timer para retirá-la do forno.

Timer com um clique. Imagem: Youtube.

Timer com um clique | Imagem: Youtube.

Android Auto

Finalmente a versão para carros do Android foi anunciada e, contrariando o que alguns disseram, o Android Auto não veio para distrair o motorista e sim para reduzir e minimizar o números de acidentes causados por uso de gadgets ao volante.

A interface do sistema lembra bastante o Google Now que conhecemos exceto por sua barra inferior que traz de maneira fácil e rápida as funções essenciais quando se está dirigindo. Os comandos de voz do Google Now também se integram ao sistema, que possui respostas rápidas por voz e controle total de músicas e rotas do Google Maps.

Assista ao vídeo de demonstração do Android Auto:

O Android Auto se conecta ao smartphone através de cabo USB para não sugar toda a bateria do aparelho.

Quanto aos aplicativos compatíveis com o sistema, já temos confirmado o Pandora, o Songza e o Spotify, mas o SDK do projeto estará disponível ainda este ano e não deve demorar muito para a quantidade de apps se multipliquem.

Os veículos com Android Auto integrado estarão disponíveis para o publico nos próximos meses e mais de 40 montadoras já fecharam contrato com a Google, entre elas estão grandes nomes como Audi, Jeep, Hyundai e Ford.

Montadoras Android Auto. Imagem: Youtube

Montadoras Android Auto | Imagem: Youtube

Android TV

O set-top box do Google também foi anunciado no evento. Depois do grande fracasso que foi o Google TV, a empresa tenta mais uma vez vingar no mercado, afinal se ela desistisse fácil não seria o Google.

A ideia não é do consumidor adquirir uma nova TV, mas sim dar mais atenção para ela, através de apenas um aplicativo para seu smartphone e Android Wear, que funcione como um controle remoto, todo o sistema pode ser comandado para navegar entre os menus do sistema ou até para pesquisas por voz inteligentes. Com os comandos de voz, o usuário pode pesquisar “Os indicados ao Oscar 2012” e ele mostrar todos os filmes da lista prontos para assistir e até mesmo o elenco de uma série.

Pesquisa por elenco. Imagem: Youtube

Pesquisa por elenco | Imagem: Youtube

Com o maior acervo de jogos do mundo a Google Play deve usar isso a seu favor com a Android TV. O sistema é integrado ao Google Play Games e registra e ranqueia placares e conquistas dos seus jogos e dos seus amigos, além de possibilitar a jogatina multiplayer na própria TV, cada jogador em seu próprio dispositivo – algo ainda mais interessante após o lançamento do Android Extension Pack.

Jogatina multiplayer. Imagem: Youtube.

Jogatina multiplayer | Imagem: Youtube.

Uma linha inteira de TVs HD e 4k da  Sony, Sharp, Philips entre outras já virão equipadas com o Android TV. Razer e Asus farão set-top boxes com o sistema da Google para serem conectadas às TVs já existentes. A Android TV também estará disponível ainda este ano junto ao seu próprio SDK.

Chromecast

O doodle para TVs do Google ainda continuará na ativa e receberá… atualizações com ótimas novidades. A primeira delas é uma sessão na Web e na Google Play para os consumidores descobrirem novos apps compatíveis com streaming. Outra ótima novidade é que é dispensado a necessidade de estar conectado no mesmo wi-fi do gadget para transmitir imagem, pois a conexão agora será direta entre Chromecast e dispositivo, diminuindo o atraso e gerando mais comodidade.

A tela de descanso do aparelho também sofreu modificações, com o Backdrop suas imagens do Google+ e categorias de fotos personalizáveis podem ser usadas como descanso de tela do aparelho. Além disso, há a possibilidade de usar imagens bonitas de satélites do Google Maps e ainda colher informações em tempo real das imagens exibidas, com a pesquisa do Google. E finalmente o recurso mais esperado do aparelho, o espelhamento da tela do smartphone em tempo real para TV também será adicionado a próxima atualização do Chromecast.

Espelhamento de tela. Imagem: Youtube.

Espelhamento de tela | Imagem: Youtube.

Chromebooks

A nova atualização para Chromebooks irá trazer um recurso semelhante ao local seguro que dispensa o uso de senhas. Quando um dispositivo autorizado estiver próximo, também será dispensado o uso de senhas para desbloquear o notebook.. além de logar e ativar sua conta do Google no aparelho e baixar seu aplicativos favoritos.

Como foi dito mais acima, Android e Web estão cada vez mais unificados e não será diferente entre o Chrome OS e os smartphones da Google. Notificações de aplicativos, chamadas recebidas e avisos do sistema serão espelhados nos Chromebooks. E não para por aí, apesar de o Google reconhecer que trazer os aplicativos do Android para o Chrome OS é uma tarefa difícil, a mesma já está sendo desenvolvida e foi demonstrada ao vivo.

Apps Android no Chrome OS. Imagem: Youtube.

Apps Android no Chrome OS | Imagem: Youtube.

Google Docs

O Google Docs também recebeu novos recursos e se tornou mais atrativo em relação ao esmagador concorrente, o Microsoft Office. O Google lançou o aplicativo do Google Apresentações para Android, unificou o Quickoffice ao Google Drive, não sendo necessário mais converter um arquivo do word para Doc. O Drive também recebeu um novo plano mensal, o Drive for Work, que trará armazenamento ilimitado para produtividade a partir de US$ 10 ao mês.

Ao final da apresentação dos novos recurso do Google Docs, Pichar subiu ao palco novamente para saldar e frisar a importância dos desenvolvedores e de como os produtos do Google beneficiam pessoas portadores de deficiência. Logo depois, foi iniciada uma sessão mais direcionada para desenvolvedores demonstrando e apresentando os novos recurso do Google Cloud Plataform, que auxilia os desenvolvedores com suas aplicações desde o começo e tem como cliente os desenvolvedores do Secret, Sanpchat, Netflix e EA Games.

Ao final do evento, Sundar Pichar brincou sobre as pessoas irem ao Google I/O esperando os presentes dado pelo evento como de costume e presenteou toda enorme plateia com um Cardboard, uma espécie de cartão de papelão que após montado e encaixado ao seu smartphones proporciona uma experiência de realidade virtual incrível e ainda 1 unidade do novo LG G Watch, do Samsung Gear Live e do Moto 360, quando estiver disponível.

Ufa! Foi um dia e tanto para nós e para a Google, foram tantas as novidades que perdemos um pouco o fôlego, e não são apenas novidades, são novidades ótimas das quais mal podemos esperar para por as mãos. O vídeo com a cobertura oficial do evento você encontra abaixo.

O que você das novidades da Google I/O deste ano?