Share Button

Este celular tem quase um ano desde o seu lançamento, seu respectivo sucessor já foi anunciado – Lumia 930 -, e possui especificações que, para usuários mais hardcore, podem ser consideradas decepcionantes. Sim, estou falando do Lumia 925, smartphone que estou usando há um mês e que será alvo, aqui, das minhas impressões.

Como nenhuma análise é imparcial e, muitas vezes, é afetada pelo tipo de usuário que o seu autor é, acredito ser importante apresentar para você, leitor, minha descrição como usuário possibilitando, assim, um melhor entendimento dessa análise e da minha experiência com o aparelho. Por isso, não estranhem, ao decorrer da análise, a apresentação de várias experiências pessoais.

Especificações

  • Tela de 4,5 polegadas com Gorilla Glass 2;
  • 1GB de RAM;
  • 16GB de armazenamento;
  • Qualcomm MSM8960 Snapdragon S4 de 1,5 GHz Dual Core, GPU Adreno 225;
  • Câmera frontal de 1.3 megapixels e traseira PureView de 8,7 megapixels e flash duplo;
  • 139 gramas;
  • Windows Phone 8/8.1;
  • Conexões Wi-fi, Bluetooth, NFC e 4G;
  • Bateria de 2000 Mah.

Por que comprei um Lumia 925?

O meu primeiro Windows Phone foi um Samsung Omnia 7, à época ainda com Windows Phone 7.0. Antes de comprá-lo, estava encantado com a ideia da Microsoft de romper todas as barreiras do design de software e criar algo, até então, totalmente diferente. Mas estamos falando de 2011, e se hoje muitos já consideram o Windows Phone um sistema operacional limitado, a sua versão inicial parecia ser o sinônimo da limitação. Em alguns meses de uso, já adquiri total resistência à plataforma, e, depois de um ano, troquei-o por um iPhone. Um ano e alguns meses com iOS, e depois Nexus 4. Um ano e alguns meses usando o Android, e agora volto ao Windows Phone.

Mudei para o Android devido às limitações do iOS, mas, apesar de ter comprado um Nokia Lumia, eu não estava decepcionado com o Android, plataforma que me serviu muito bem. Devido a alguns problemas com o aparelho Nexus 4, precisei trocar de celular e, apesar da resistência criada por mim ao Windows Phone, houve uma evolução clara nas últimas versões, e a sua atualização 8.1 foi o que me deu certeza de que poderia dar uma nova chance à plataforma. Por que um 925? O bom preço, o belíssimo design e ergonomia, e a vontade de dar uma nova chance ao Windows Phone foram fatores determinantes para a mudança. Mas todas essas questões serão exploradas com maior detalhamento nos próximos tópicos.

Design

Quando anunciado, achei o Nokia Lumia 925 esquisito pelas imagens que pude ver na internet. O design unibody, à época, parecia representar o futuro. Logo, misturar vidro, plástico e alumínio não me passava uma boa impressão. Entretanto, toda essa percepção se desmanchou quando, no início deste ano, pude tocar em um Lumia 925 pela primeira vez. Apesar de usar três materiais bastante diferentes em sua estrutura externa, a coesão entre eles se dá de forma bastante harmônica. DSC00461 A ergonomia do aparelho foi outro ponto determinante que me fez escolhê-lo. Em um período que os smartphones evoluem para um design “quadradão”, acho louvável ainda termos um aparelho de boa qualidade que aposta na ergonomia. Com todas as bordas arredondas, eu posso dizer sem medo que, depois do Moto X, esse foi o celular mais ergonômico que já usei. A adequação à mão é bastante satisfatória. E eu não posso deixar de citar o fato dele ser bastante fino e leve – tão leve quanto o Nexus 4 e um pouco mais pesado que o iPhone 5S.

Os pontos negativos deste tópico estão todos ligados à sua traseira que, apesar de também ser bonita, possui alguns problemas. Marcas são facilmente provocadas no policarbonato pela mão, a câmera cria uma “protuberância” na traseira e, acima da saída de áudio, existem três pequenos buracos que deixam à vista um material metálico utilizado para acessórios de carregamento wireless, o que não é feio, mas que também está longe de ser bonito.

Tela

Um dos maiores pontos fortes do aparelho é a sua tela AMOLED de 4,5” e 332 ppi. Com 1280×768 pixels de resolução, está longe de ser full HD, mas ela possui qualidade muito melhor, por exemplo, que a tela do meu celular anterior, o Nexus 4.

DSC00470

Como vocês já devem conhecer das telas AMOLED, o preto é realmente preto nela, e as tonalidades de cores são bastante fortes. Se você usar a cor de fundo preta, padrão do Windows Phone, essa tela tornar-se-á bastante adequada para o sistema. E, para concluir o tópico, a visualização das imagens na tela continua possível mesmo sob iluminação forte no Lumia 925, diferente do que ocorre no Nexus 4.

Câmera

Mesmo com quase um ano desde o seu anúncio, a câmera do Lumia 925 continua não decepcionando quando comparada com outros aparelhos high-end do mercado.

A câmera traseira é a famosa PureView de 8,7 megapixels com flash duplo já conhecida por causa do Lumia 920, mas aqui, no Lumia 925, temos um conjunto de seis lentes ao invés das cinco do antecessor, o que torna as fotos em ambientes escuros mais bonitas e menos granuladas. Não é como um Lumia 1020 da vida, com sua poderosa câmera de 41 megapixels, mas é mais do que o suficiente para o usuário comum.

A câmera frontal, por sua vez, está longe de ser das melhores. Com 1.3 megapixels, ela não é muito adequada para fotos, porém, suficiente para vídeo chamadas.

Aplicativo Nokia Camera

Aplicativo Nokia Camera

A Nokia disponibiliza um aplicativo de câmera para seus celulares chamado “Nokia Camera” que é o melhor aplicativo do tipo que eu já tive a possibilidade de usar. Mesmo dando acesso à configurações avançadas, o seu uso é muito intuitivo, e o botão lateral que o celular possui para câmera facilita ainda mais ao tirar fotos e ao desbloquear o celular já acessando diretamente o aplicativo de câmera.

Bateria

Serei obrigado a me restringir na descrição deste tópico, pois, já que estou utilizando a versão para desenvolvedores do Windows Phone 8.1, existem alguns problemas na versão do sistema, o que inclui um gasto acentuado na bateria. Mas, mesmo assim, com um uso moderado ela costuma durar o dia inteiro, ou seja, não muito diferente de boa parte dos smartphones mid-end e high-end atuais.

Desempenho

Aquele pessoal fissurado em especificações, o qual acredita que a superioridade de um celular está única e exclusivamente em seu hardware, pode acreditar que o Lumia 925 seja um celular bastante inferior se comparado com outros celulares high-end. Até eu confesso ter ficado receoso ao comprar o celular por ele possuir apenas 1GB de memória RAM. wp_ss_20140513_0017 Entretanto, a situação do Lumia 925 se assemelha à do iPhone. Mesmo possuindo especificações menos avançadas, o iPhone 5S tem um desempenho invejável, e por que isso ocorre? Porque o iOS foi desenvolvido para o iPhone, e o iPhone foi construído para o iOS. O Lumia 925 não tem esse mesmo privilégio, mas, diferente do Android que pode rodar em praticamente qualquer coisa, a Microsoft limita as opções de hardware em que o Windows Phone pode ser instalado, o que permite ao sistema um ótimo desempenho mesmo em um aparelho de especificações não tão avançadas.

O sistema operacional é bastante fluido no Nokia Lumia 925, mas, infelizmente, alguns aplicativos mal desenvolvidos podem fazer o sistema parecer lento ou travado e, como estou usando uma versão para desenvolvedores do Windows Phone para ter acesso à atualização 8.1, esses problemas acabam se acentuando. Como não tenho o hábito de jogar no celular, não posso estender a análise ao desempenho dos jogos, mas sei que praticamente a totalidade dos jogos para Windows Phone funcionam normalmente no Lumia 925, com a exceção de jogos absurdamente pesados que podem ter a quantidade de FPS reduzida.

Sistema

Sem dúvidas, este é o ponto mais polêmico da análise. Odiado e incompreendido por muitos, mas com um número crescente de usuários, o Windows Phone, graças à Nokia, alcançou a terceira colocação no ranking de celulares mais vendidos nos últimos trimestres, ultrapassando, inclusive, o iPhone e o seu iOS em alguns países. Até a versão 8.0 do sistema, eu não me atrevia a cogitar a possibilidade de apostar em um smartphone com o sistema devido às limitações ainda existentes nele. Mas, como ex-usuário de Android e iOS, falo sem medo que o Windows Phone 8.1, mesmo com as suas particularidades, alcançou os seus concorrentes – com exceção da loja de aplicativos.

Apesar de ter usado por anos o iOS e o Android, eu não me sinto limitado ao usar o Windows Phone como ocorria em 2011, quando apostei na versão 7.0 do sistema. E o que o Windows Phone tem de bom? Com o lançamento da versão final do sistema, pretendo fazer uma análise completa dele, mas posso adiantar aqui algumas informações.

A nova central de notificações (action center) supre uma das principais lacunas existentes no sistema, e ainda traz como bônus as ações rápidas, quatro ícones customizáveis de configurações na parte superior da central de notificações. sistema 01 A possibilidade de mover aplicativos para o cartão SD – para os celulares com essa opção –, o flow keyboard – espécie de teclado swipe da Microsoft -, e a terceira coluna de tiles são três dos vários acréscimos interessantes ao sistema que fizeram diferença no uso do celular.

Mas dois pontos importantes que contribuíram para a minha decisão de mudança de sistema operacional foram o teclado virtual do Windows Phone e o ecossistema da Microsoft. Ah! O teclado… O Windows Phone pode ter várias desvantagens em relação aos concorrentes, mas o teclado virtual do sistema operacional móvel com certeza não é uma delas. O corretor ortográfico, que costuma dar dor de cabeça no Android e iOS, funciona de forma muito mais adequada no WP 8.1. As teclas aqui também são amplas o suficiente para tornar a digitação mais rápida e mais confortável.

A integração do Windows Phone com o ecossistema da Microsoft alcançou um ponto, no mínimo, interessante. Se você gosta de utilizar os aplicativos metro no Windows 8.1, usar o Windows Phone pode fazer bastante sentido. O melhor exemplo disso é o Xbox Music, que, apesar de estar apresentando alguns problemas na versão prévia do sistema, possui uma integração entre o Windows 8 e o Windows Phone que torna a sua utilização muito satisfatória e, do meu ponto de vista de usuário, melhor do que o Android oferece para o Brasil com o Google Play Music e ainda melhor que o iTunes para iOS e PC.

E ainda existe o aplicativo metro “Windows Phone” que facilita a sincronização de arquivos entre o WP e o PC e tem o mérito de ser simples, leve e intuitivo, diferente, por exemplo do iTunes para o iOS e do Android que não possui nenhuma alternativa própria do Google para a função. Sistema 02 Outra possibilidade interessante que o Windows Phone oferece no Lumia 925 é o desbloqueio com duplo toque na tela – sem precisar pressionar o botão de desbloqueio – e a aparição da hora e de algumas funcionalidades do celular mesmo com a tela bloqueada. Entretanto, o usuário de um aparelho com Windows Phone também convive com problemas. Comparado com o Android, o Windows Phone tem sim as suas limitações, mas, como já falei, as explorarei melhor em uma análise própria para o Windows Phone. Mas preciso mencionar o maior de todos os problemas do sistema: sua loja de aplicativos.

Diferente do que muitos haters afirmam, o Windows Phone tem sim muitos aplicativos em sua loja, mas apesar dela já ter os principais aplicativos presentes nas outras plataformas, muitos deles não são tão bons ou tão completos quanto nos sistemas operacionais concorrentes, e muitos dos aplicativos secundários de menor popularidade ainda estão ausentes na loja de aplicativos da Microsoft. Dois dos quais eu sinto falta, por exemplo, são o Google+ e o aplicativo do banco Caixa.

Se uma das suas motivações ao comprar um celular é utilizá-lo para jogar o maior número de jogos possível, é bom já desconsiderar o Windows Phone que, apesar de ter a Xbox Live, ainda tem um número reduzido de jogos. Aguardem a análise do Windows Phone 8.1 em que poderei explorar todas as vantagens e desvantagens do sistema com maior detalhamento.

Conclusão

Mesmo com quase um ano desde o seu anúncio, o Lumia 925 ainda é um celular que não decepciona e, se você não precisa de especificações extremas, este celular pode te oferecer uma experiência bastante satisfatória. O Windows Phone 8.1 deu um novo frescor ao universo mobile da Microsoft e torna os celulares da Nokia mais interessantes e competitivos. Entretanto, antes de comprar um Lumia 925 o usuário precisa ter consciência dos aplicativos que ainda não estão presentes na loja e refletir sobre a possibilidade de sobreviver sem eles.

Apesar das limitações existentes no seu sistema operacional e hardware, o Nokia Lumia 925 é um smartphone que, a depender do usuário, pode ser uma excelente opção de compra, podendo ser encontrado, algumas vezes, por preço inferior a R$1000,00. Resta, então, ao usuário, pesquisar e refletir para confirmar a sua possível adequabilidade ao Windows Phone.

Review: Lumia 925
Excelente design e ergonomia;Câmera traseira PureView com flash duplo;Novidades do Windows Phone 8.1.
Especificações técnicas básicas;Loja de aplicativos ainda incompleta.
8.7Valor Total
Design9.5
Tela9
Câmera9
Bateria8
Desempenho8.5
Sistema8
  • Thalles

    Já tive um Windows Phone, meu conselho é, NÃO COMPRE ESSE APARELHO! não tem praticamente aplicativo nenhum, por exemplo o jogo Clash of Clans, Minecraft, entre muitos outros. A versão do Snapchat é uma bosta, o WhatsApp vive travando, sem contar com sua versão que nem papel de parede da pra trocar. O pacote Office é pago, UM LIXO. Compre um Android ou um IOS!

    • Rodrigo Silveira

      Nossa que julgamento mais supérfluo. Teu comentário soa como se o aparelho fosse mais útil pra namorar, brincar do que ser utilizado no trabalho ou a trabalho (No que ele é excelente).

      • Thalles

        Cara, não estou perguntando pra que vc usa seu cel! Dei o meu conselho, que para algumas pessoas sera útil , se quiser dar a sua opinião fique a vontade, só não se baseie na minha para dar a sua.

        • Rodrigo Silveira

          Qualquer um abaixo dos 18 anos vai achar útil mesmo.

    • Gerson Leal

      S I N C E R I D A D E Até o caroço!!! Vlw!!!

  • João Paulo Carvalho

    Apostei no WP, pois não ligo nada para jogos e câmera nunca foi minha prioridade. Estou usando o Lumia 520 que encontrei por incríveis r$350 em um e-commerce, o O.S é muito bonito e organizado, a bateria está mantendo-se bem em meu aparelho, tenho todos os apps que preciso pra minha vida social e trabalho.
    Sempre que procuro os contras do windows phone, me deparo com adolescentes criticando o fato de que ele não tem uma grande variedade de jogos, mas pra mim isso não faz diferença alguma.
    Estou adorando o WP e não vejo a hora de sair o update para 8.1 em Junho.

  • Marlon

    Já tive celular com bugroid e já usei iphone (ishit). AGora tenho um Lumia 820, e não troco de celular nem se me pagarem! Windows Phone é o melhor sistema para celular que tem, é prático, é rápido, é leve. É até mais fácil programar para Windows Phone! Eu recomendo, assino embaixo!

  • Alexandre Lima

    Oi, Saulo! Tudo bem com você?
    Sabes o que aconteceu com o Compêndio Windows? Todo mundo ta se perguntando o que aconteceu e querem saber se está tudo bem com você.
    Esperamos que você volte!

    • Osvaldo Simão Chirute

      Também quero muito saber o que houve com ele.