Share Button

Nós esperamos até o computador ficar inutilizável de tão lento e estamos sempre nos desculpando pela falta de tempo para não atualizar os softwares de proteção, mas os vírus são sempre uma preocupação para os usuários.

Seja por danos à eficiência do computador, medo de perder arquivos ou ter a privacidade invadida, a geração que tornou-se dependente da informática para sobreviver está sempre atenta aos malwares. Informações da PSafe, distribuidora de antivírus gratuitos, afirmam que o medo de ter informações sigilosas acessadas, uma situação passiva de prevenção, continua sendo o principal motivo da não-aderência dos usuários aos serviços online.

Vírus | Malware | Segurança

Imagem: Reprodução/Cineast

Embora diariamente novos executáveis contaminados sejam criados, o combate a eles também está desenvolvendo-se mais rápido. O site Mashable reuniu os vírus que mais abalaram a rede de computadores em todos os tempos. O mais recente deles data de 2004. Será que o pior já passou?

I Love You (2000): Um simples e-mail com conteúdo romântico levava um arquivo em anexo que infectava as máquinas ao ser executado e roubava dados pessoais e de segurança. Posteriormente, repassava o malware também por e-mail com o nome do dono do PC. Na época, causou estrago em 500 mil computadores, com prejuízos de até US$ 15 bilhões no mundo.

Code Red (2001): Uma falha nos sistemas Windows NT e 2000 permitiu que esse worm invadisse cerca de um milhão de máquinas pelo mundo. Como efeito, ele conseguia derrubar diversos sites na rede e páginas importantes como a da Casa Branca sofreram com ações de hackers.

Slammer (2003): Também chamado de Sapphire, o vírus atacava hosts e conseguiu deixar milhares de conexões lentas e até derrubar algumas delas. Sistemas do Bank of America e até de números de emergência nos Estados Unidos foram gravemente afetados.

Sobig.F (2003): Causou grande estrago por ser um vírus que funcionava também como cavalo de tróia. Enviado por e-mail, o malware infectava a caixa de entrada do usuários remetendo centenas de mensagens para o mesmo usuário. O flood causava lentidão e até queda nos sistemas.

MyDoom (2004): Também enviado pelo e-mail, o MyDoom roubava toda lista de mensagens dos usuários de Outlook instantaneamente. Dados, mensagens particulares e tudo mais embutido na conta eram roubados.