Share Button

Desde os grandes PCs de mesa aos modelos mais compactos, portanto menos espaçosos, o computador tem sido uma ferramenta de grande uso a quase qualquer ser humano. Seja para trabalhar ou se divertir. E na busca por mobilidade, a tecnologia não ficou para trás, sendo o notebook um dos pioneiros na era móvel. Quando o assunto é jogos, é possível que eles substituam os tradicionais PCs. Mas será que vale mesmo a pena comprar um notebook para jogos?

Ao se tratar de jogos, há um guerra travada na web: consoles versus PCs. Ambos possuem suas vantagens e desvantagens, mas no caso dos PCs (Personal Computers), as funções não são limitadas apenas a jogos e outras formas de entretenimento, como aplicativo de vídeo e música. Bem, se os PCs (leia-se apenas como desktops, por enquanto) podem oferecer uma experiência gamer mais que comparável com os consoles, porque notebooks não poderiam?

Notebook gamer?

Dependendo do ponto de vista, a resposta para as duas perguntas acima pode ser variada. A principal vantagem de um notebook é ser portátil e economizar espaço, mas seu tamanho não impede que seu desempenho seja inferior a uma máquina robusta,em tamanho, obviamente. O preço é um dos fatores mais importantes que devem ser observados. Notebooks comuns, geralmente usados para trabalho e tarefas mais simples, possuem baixo custo, porém não são indicados para jogos pesados, uma vez que o processador, memória RAM e placa de vídeo on-board têm menor desempenho.

Atualmente, existem computadores portáteis dedicados a tarefas mais pesadas, como jogos e edição de imagem e vídeo. Todavia, os notebook gamers, como são chamados, são superiormente mais caros que os modelos comuns. Além disso, enquanto em um desktop é possível realizar qualquer atualização de hardware (troca de memória, processador, fonte, etc.) de forma simples e rápida, o mesmo processo em notebooks tendem a ser um pouco mais complicados. Para alguns modelos, a troca de peças chega a ser quase impossível para o usuário comum.

Asus - notebook gamer

Asus ROG G501, notebook gamer | Imagem: Reprodução/Digital Trends

Quando o assunto é hardware é bom ficar esperto. Tendo em vista que não há a mesma facilidade na troca e na atualização de peças, a escolha de um modelo ideal para o ser “nível gamer” deve ser exata. Nesse quesito, a placa de vídeo do notebook é um dos itens mais importantes. Diferentemente dos notebooks comuns, os destinados a gamers possuem placas dedicadas, que proporcionam qualidade gráfica às vezes superior à de consoles, com mais efeitos e mais detalhes sem prejudicar o desempenho.

 

placa de video

Placa de vídeo para desktops

Além da escolha de um modelo com processamento gráfico ideal, também é preciso se atentar a bateria. Em um desktop, você estará a todo tempo conectado a uma tomada, algo que também pode ser feito com notebooks, mas, se levarmos em conta que uma de suas vantagens é ser portátil, é importante que haja energia até o fim de sua jogatina, certo? Por isso, escolha modelos que realmente entreguem um desempenho considerável de bateria.

Caso possua de fato um bom capital para investir em seu notebook gamer, leve em consideração a compra de uma bateria extra – para realmente não ficar na mão. Além disso, há acessórios feitos especialmente para gamers, como mouses e teclados sem fio personalizados com leds, teclas e botões com funções extras e designs arrojados.

Outro fator para levar em consideração na escolha de um PC (desktop e notebook) como plataforma de jogos, é o forte crescimento de meios de distribuição de jogos digitais, como a Steam e a loja Origin, que oferecem conteúdo de qualidade e semelhante a lojas de consoles.

  • Joao

    Tem jogos, exclusivos pra alguns consoles que são verdadeiras obras de arte.
    Como Shadow of the colossus, e Halo.

  • Eduardo

    Podia ter sido abordado também se compensa notebook para jogos ou um desktop, já que raramente você vai carregar seu computador para jogar em outro lugar. Então você tem um custo menor para montar um computador para jogos que no fim será melhor que o notebook e sobra uma grana pra você comprar um notebook para atividades casuais. Também entra no mérito se essas atividades podem ser supridas por um tablet.

  • Anndrey Francys

    Podia ter abordado os valores, modelos e comparar com os mesmos dos games e desktops. Artigo fraco.