Compartilhe!

Se você utiliza suas redes sociais no sistema do robozinho verde, então já deve ter notado diversas diferenças entre os apps que elas apresentam à você. Seja na interface, na produtividade ou nas funções, além de claro, no que mais importa para a maioria, a velocidade. Hoje reunimos as principais redes sociais (ou pelo menos as mais conhecidas) e vamos classificar cada uma delas, tentando respeitar as diferenças de objetivo e de público. Que os Jogos Vorazes comecem!

Facebook

Screenshots - 8

A rede social mais famosa, com o app mais baixado, a mais querida e a mais odiada, o Facebook, sempre bate recordes. Seja pra bem ou pra mal. Estatísticas confirmam que a média de uso do Facebook nos aparelhos móveis só está aumentando, mas, será que o app realmente cumpre o prometido?

Pra começar, visualmente o app parece ter uma aparência semi confortável; pecando em alguns aspectos, como na falta do visual padrão do Android, o Holo; e possuir algumas tentativas de profundidade visual, que não combinam com a ideia do “keep it simple” usado na maioria dos seus concorrentes. Não quero desmerecer os esforços que a rede tem feito nas últimas atualizações, mas a aplicação realmente deixa a desejar nesse ponto, que poderia receber um trabalho melhor, mas esse ainda não é o principal problema da aplicação.

Bugs? Alguns! É possível até conviver com eles (principalmente pela necessidade de comunicação), mas as vezes chegam a ser um algo irritantes. Vejamos alguns exemplos: quando o 3G é mais lento que o normal, o Facebook faz questão de repetir que não há conexão, mesmo que alguns apps abram normalmente; as vezes a aplicação não responde bem ao botão voltar do Android, quase sempre voltando pra o Feed de Notícias; congelamentos são bem constantes, muito mais do que deveriam, e muitas vezes o Android se vê obrigado a forçar fechamento. Entre as principais redes sociais, o Facebook só ganha em número de bugs, parece que eles realmente se esforçam em maltratar os usuários.

Já em usabilidade, o Facebook aparenta ser bem fácil, ainda que tenha seus probleminhas, e lá vão eles: usar muitos dados, lento pra carregar, e outros detalhes que passam desapercebidos no começo, mas indo mais a fundo se percebe a confusão. O Zuckerberg bem que poderia cuidar mais desse app, já que é um dos mais baixados da Play Store.

Nota: 5/10

Play Store: 3.6/5

Twitter

Screenshots - 4

O belíssimo passarinho azul claro é símbolo por onde passa, e a rede está, infelizmente, tentando derrubar qualquer tipo de desenvolvedor interessado em fazer clientes para o Twitter; pra criar seu mini-monopólio. Uma de suas estratégias foi melhorar o seu próprio app para Android, após ter comprado (e descontinuado) o TweetDeck. Mas o que não faltam são reclamações, porém isso é assunto para outro momento.

O design do Twitter passou por uma reformulação e finalmente se adaptou a interface Holo, deixando o app bem mais bonito e elegante, e se aproximando dos clientes que ofereciam uma interface mais moderna que o original já faz um tempo. Claro que não é um visual perfeito, mas chega a ser bem mais simples que o do Facebook.

Eu pessoalmente não enfrentei bugs quando estive usando a rede, mas parece que depois da ultima atualização muitos usuários tem passado por vexame na hora de tweetar, vi muita gente reclamando de que a timeline não quer atualizar e precisam sair e logar novamente para poder visualizar os tweets mais recentes. Além da demora em abrir perfis, que as vezes não estão devidamente atualizados.

A usabilidade do app é boa, mas ele possui alguns probleminhas de lentidão e erros que dificultam a vida do usuário – nada realmente comprometedor.

Nota: 6.5/10

Play Store: 4/5

Google+

Screenshots - 5

O Google é otimista e está sempre mudando tudo (umas 2 ou 3 vezes por ano) na sua rede social. Talvez por querer criar uma identidade maior e mais uniforme entre os seus produtos, ou talvez simplesmente porque percebe que as pessoas gostam de novidades. Os esforços da gigante de Mountain View são tão grandes e perceptíveis, que se inspiraram no visual móvel pra criar a sua última identidade visual.

A interface inspirada no Google Now e no Holo, além do Pinterest, funciona muito bem, gosto do app pela simplicidade que ele aplica. Os comentários mais importantes passando pela parte de baixo também são um ótimo detalhe, junto com a hashtag mostrada acima da postagem automaticamente, combinando perfeitamente.

Em questão de bugs, eu também não tenho nada a reportar, além da reclamação sobre o app ser pesado para alguns usuários; que pelo jeito é um detalhe que incomoda em aparelhos com versões anteriores ao Ice Cream Sandwich.

A usabilidade é quase perfeita, muita gente reclama do Facebook demorar muito, inclusive eu, mas o Google+ abre quase instantaneamente, só me deixa na mão por alguns detalhezinhos que poderiam ser melhor explorados.

Nota: 8.5/10

Play Store: 4.2/5

Pinterest

Screenshots - 3

O Pinterest inovou no quesito de “como fazer uma rede social”, se o Google+ tenta ser a sínteses de todas as redes em uma, o Pinterest apareceu querendo trilhar seu próprio caminho focando em coleções de interesses das pessoas.

O visual dos pins rodando na tela é muito legal, ainda que eu ame isso, acho que pode ser confuso pra os que ainda não estão acostumados (assim como a rede do Google em telas maiores), eles estão ordenados em colunas de imagens que rolam muito bem durante a tela, e podem facilmente ser compartilhados e comentados.

Nem percebi, nem vi ninguém reclamando de bugs na rede. O aplicativo possui uma altíssima nota na Play Store, chegando a 4.7, impressionante pra uma rede social, não me lembro de ter visto alguma outra com uma tão bem aceitada.

A velocidade é bem fluida, tanto que as imagens carregam super rápido, deixando pra trás o Facebook e o Twitter e se igualando ao Google+, além de abrir muito rápido os diversos setores do app, ou seja, perfil, buscas, pins, etc.

Nota: 9.5/10

Play Store: 4.7/5

Tumblr

Screenshots - 2

Mudanças acontecem todo o tempo, elas são vitais, e se você quer conquistar o público, você deve mudar? Depois que o Yahoo! anunciou a compra do Tumblr, essa é uma pergunta que muita gente na empresa vai fazer. O Flickr decaiu porque demorou para mudar. Marissa Mayer tem uma cia. que já foi uma grande da internet nas mãos, e algo me diz que sua experiência com o novo investimento pode dizer o futuro desse gigante esquecido, mas voltemos ao Tumblr como app.

A interface do Tumblr é de deixar qualquer um impressionado. Além de ser muito parecida com o desktop, ela se destaca facilmente por possuir apenas uma só coluna, diferente do Google+ ou do Pinterest, mas também não é limitada e feinha como a do Facebook.

Mas como sempre os bugs atormentam muita gente. E nesse quesito a coisa não está tão boa pra o app; muitas vezes há travamentos; os gifs as vezes não abrem; e se você estiver usando uma conexão lenta… é bom ficar longe do app, pois ele não abre muito rápido as fotos, imagens e gifs, que são basicamente a essência da rede.

A usabilidade pode ser comprometida pela velocidade do app, e pelo peso que ele ocupa, puxando muitos dados, que chegar a encher facilmente o cachê de elementos desnecessários.

Nota: 6.5/10

Play Store: 3.8/5

Conclusão

O Pinterest se destacou na lista, não por ser o mais social, nem o mais popular, e sim porque a equipe que construiu o app realmente se preocupou para que ele fique parecido com o desktop, e ainda assim ser o mais estável possível. Além de ser o menos demorado em abrir os pins, que são o coração da rede.

O Google+ não fica muito pra trás, apesar de ser algo pesado pra alguns celulares, ele oferece uma boa experiência ao seus usuários, melhorando a cada certo tempo. O Tumblr e o Twitter estão empatados pelo número de bugs que eles apresentam, talvez o Tumblr tenha algumas coisinhas mais a melhorar que o Twitter, mas isso varia pelo aparelho. E em último lugar, o Facebook (a.k.a. Facebug) que além de sua lentidão constante, ainda trava e apresenta lags em diversos momentos durante o teste. E como a experiência varia dependendo da pessoa, conexão, versão do Android e aparelho, lembre-se que essa ordem pode mudar.

Algumas redes sociais como LinkedIn, Orkut, Foursquare ou Path ficaram de fora por serem menores, mas não quer dizer que seus apps sejam menos que os cinco mencionados acima. Outros como o Instagram deverão entrar numa avaliação maior sobre editores de imagem, ainda que o foco do Insta, principalmente depois da compra pelo Facebook, seja mais social.

  • Danilo Azevedo

    O app do facebook é horrível! Prefiro entrar pela versão mobile do site do que usar o app.