Share Button

Talvez você se lembre da polêmica gerada por Ken Levine ao dizer que fez alterações em “BioShock Infinite” depois de falar com um grupo religioso de sua equipe. Mas o que ele não disse é que a decisão não veio após um simples bate-papo casual – na verdade, um de seus funcionários quase se demitiu por isso.

A história foi revelada durante uma entrevista ao Gamespot:

“Um de nossos artistas chegou a um ponto do game, jogou ele, desligou o “BioShock”, ligou seu computador, abriu o Microsoft Word e escreveu uma carta de demissão. Isso tinha ofendido ele tanto assim”, contou. Com isso, Levine tentou conversar com o empregado, o que resultou nas mudanças.

1

Ken Levine, no entanto, não trata a decisão como uma alteração resultante de pressão ou outros fatores. De acordo com ele, a falha foi pela falta de uma “experiência religiosa” em sua própria vida: “é sempre difícil quando você está tentando escrever algo que você nunca sentiu”, admitiu.

Envolto em muitas polêmicas, “BioShock Infinite” já esta disponível para PC, PS3 e Xbox 360.