Compartilhe!

A um tempo atrás a Microsoft tinha uma popularidade quase imbatível. Quase 95% dos PCs chegaram a ser Windows, todas as pessoas criavam suas contas no MSN, o Hotmail chegou a ser quase o maior em popularidade entre os usuários menos avançados, o Windows Mobile chegava a se conformar com sua participação no mercado de smartphones empresariais, e o Microsoft Office estava em quase todos os computadores.

O que mudou? Muita coisa! Pensando nisso decidi preparar um artigo detalhado sobre o que aconteceu com a gigante.

Windows

Windows-8-Start-Menu

O Windows Vista teve consequências, eu diria até sérias para a empresa. Já existiam alternativas ao Windows, mas foi nessa época que a Apple começou a avançar no mercado e conquistar mais usuários de alta classe social, e o Linux começou a chegar aos mais experientes, o que segue depois é uma divisão bem clara dos usuários da Microsoft: os que decidiram ficar com o XP, e alguns continuam lá até hoje, e os que passaram pro lado do 7 (claro, depois de ser lançado), esse fato gerou um comodismo nos usuários em ficar com o mesmo sistema operacional sem atualizar.

Foi nesta mesma época que chegou algo que chamou a atenção da empresa: A popularização dos tablets, com o iOS e o Android dominando o mercado enquanto o Windows 8 demorava pra chegar. Sem mencionar a pirataria e ao torrent, hoje em dia não são todos que compram licenças da Microsoft, na maioria das vezes as empresas o fazem, além de que muitos não querem sair do XP e do 7.

Consequências: O mercado de tablets segue dominado pelo iOS e pelo Android, o Windows 8 chega a ter pouquíssima participação. Enquanto no mercado de Laptops e Desktops os Windows unidos chegam a ter praticamente 90% do mercado (depende da estatística), perdendo uma parte do mercado para os concorrentes, mas também perdendo a renovação e compra de diversas licenças devido a pirataria/comodismo dos usuários. O Windows 8 depois de quase 1 ano de mercado chega a ter ínfimos 2,6% do mercado mundial.

Windows Live

Messenger

A empresa não foi feita apenas de escolha más, uma das decisões mais corretas dela foi a união de diversos dos seus serviços numa espécie de rede social, chat e e-mail com alguns extras. E esse mix gerou o Windows Live, que reunia o Messenger (popularmente MSN), Hotmail, Spaces, e outros com diversos recursos interessantes… Em 2005, a empresa também cometeu erros com esse serviço, isso pela falta de atenção necessária que deu a ele durante o tempo, da época de lançamento (era de ouro pra Microsoft na internet) até hoje somamos 3 fatores que diminuíram (e muito) a popularidade do serviço: Skype, Google e Facebook, enquanto os 3 em conjunto comiam o mercado do Live, a Microsoft fez pouquíssimo, e simplesmente o e-mail é um dos poucos que ainda permanece forte e em pé.

Consequências: A Microsoft tentou corrigir (tarde demais) os erros com o produto, uniu o programa Outlook com o seu serviço de e-mail, o Hotmail, e fez o Outlook.com, com um visual parecido com o Windows 8, muitos gostaram, muitos odiaram, muitos estavam muito ocupados com sua rede social ou com outros serviços de e-mail pra notar a novidade da Microsoft. A empresa perdeu participação e a solução talvez mais drástica, a Microsoft comprou o Skype, até aí tudo bem, mas também surgiu a ideia de unir o Skype com o (agora finado) MSN, a grande maioria das pessoas com quem falei ainda não sabem, outros estão achando o Skype horrível em comparação ao MSN e há outros que estão no chat do Facebook.

Microsoft Office

Microsoft Office 2013

O menos afetado dos produtos da Microsoft com mudanças, simplesmente teve que se adaptar a ter um concorrente open-source, o LibreOffice, que vem ganhando uma pequena parte do mercado. Além do concorrente, a Microsoft ainda vê os serviços na nuvem como ameaça.

Consequências: Algumas atualizações, e agora o sistema está também na nuvem.

Windows Media Player e Zune

Zune

Esses são dois serviços da empresa que também foram mesclados, seja para bem ou para mal no Windows 8, eu achei uma ideia ótima, mas não uso o Windows 8 pra opinar de forma mais objetiva, então vou deixar as consequências em aberto. Será por causa da diversidade de players alternativos? AIMP, Real Player, VLC, PowerDVD, iTunes, além das alternativas na nuvem Google Music, Grooveshark, YouTube, etc.

Internet Explorer

internetexplorer_large_verge_medium_landscape

O grande odiado pela maioria dos programadores da internet, e inclusive por usuários que (perceberam) a falta de beleza, recursos e a lentidão do IE, que é amplamente criticado desde a sua versão 6, passando por períodos de turbulência desde a criação do Mozilla Firefox e o browser do seu arqui-inimigo, o Google Chrome.

A companhia até deu um bom passo com o IE9, tentando corrigir seus erros, mas parece que conquistou a poucos, quando já estava a ponto de perder a liderança, e foi exatamente o que aconteceu. Mais uma tentativa de se redimir veio com o IE10, que conquistou a alguns por ser reescrito do zero com o visual do Windows 8, mas isso também não ajudou muito.

Consequências: A perda de liderança parece ser algo meio que permanente por enquanto, o Google Chrome segue a ganhar mercado, o IE ainda está bem na frente do Mozilla Firefox, que permanece estável na terceira posição, mas a perda dessa liderança que durou mais de uma década deve ter sido um golpe forte demais pra “Bill dos Portões”.

Skydrive

Skydrive

A nuvem (como popularmente são chamados os servidores onde está hospedada a internet e seus sites) começou a crescer já que empresas como o Google (Drive, Docs, YouTube, Picasa) ou a WikiMedia (Wikipedia, Wikitionary) perceberam que maioria do tempo das pessoas estava na internet, e que as pessoas poderiam colocar seus arquivos, imagens, pensamentos, conhecimentos na internet e assim utilizar cada vez menos o HD com programas ou arquivos pesados. Assim tudo estaria a distância de alguns cliques e todos poderiam compartilhar facilmente. A Microsoft também está fazendo esforços para ganhar esse mercado, e para isso criou o Skydrive e o Office (como já foi mencionado anteriormente) que ganhou sua versão na nuvem.

Consequências: Ainda são poucas vistas, mas parece que o serviço não emplacou tanto como se esperava, porém como é algo relativamente novo devemos esperar para dar a um ponto de vista mais claro.

Xbox Live

Microsoft-Still-Wants-Xbox-Live-TV-Service-Out-This-Year-2

Como já mencionei, nem tudo na Microsoft foram erros, e esse foi um dos maiores acertos da empresa. Depois de lançar o Xbox360 também em 2005 a MS ganhou um grande reconhecimento no mundo dos games, além de ganhar muito mercado da Sony, a empresa vem assustando e também tentando unir o serviço com alguns outros.

Consequências: Um ganho visível de mercado, e gerando uma grande expectativa pelo Xbox720 (nome especulatório) esse ano.

Bing

bing-melhor-que-google

Era uma vez um Bing, que causou um bang, os escândalos e números que o buscador gerou em um mercado controlado pelo Google são no mínimo interessantes. Começando pelo fato de que já foi acusado diversas vezes de tentar copiar o algoritmo do Google Search, isso já gera certa incerteza, mas as parcerias com Facebook e Yahoo! parecem estar funcionando, o sistema está longe de ser o mais usado do mundo, mas já ganhou seu grupo de defensores. E como vocês sabem a expansão do Big Bang foi bem lenta, parece que o mesmo ocorre com o buscador da Microsoft.

Consequências: Ganho de mercado pequeno na visão mundial, bem diferente nos Estados Unidos (onde os serviços são lançados primeiro). Lá na terra do Tio Sam, na última vez que chequei já tinham mais de 15% do mercado, algo considerável já que mundialmente o Google detêm 90% dele.

Windows Mobile

windows_phone_8s_by_htc_1

Esse foi um dos que mais sofreu, depois do lançamento do iPhone em 2007 e do avanço grandioso do Android a única alternativa da Microsoft era mudar de nome e lhe dar mais funções, e também não deu certo, o agora Windows Phone perdeu muito tempo, e só o tempo dirá se a parceria com a Nokia, e o novo Windows Phone 8 vai dar certo. Pela reação do Tio Gates em relação a empresa, parece que não dará.

Consequências: Mais uma vez os arqui-inimigos Google e Apple estão dominando o mercado, a Microsoft deve começar a se alegrar, já que o crescimento de menos de um porcento a quase 3% chegou rápido e pode ser que o sistema ganhe o carisma das pessoas em 2013.

E então, vocês acham que a Microsoft está se reerguendo ou ainda não sai da crise na maioria dos seus produtos?

Veremos, e deem sua opinião!

  • Ótimo post, mas por favor… PERCA? Não, não… é PERDA, não existe perca.

  • MGP

    “Houveram”???
    (no parágrafo do Windows Live)

    Arruma isso aí!

  • Oi! Detalhe pequeno: A expansão do big bang não foi lenta: ocorreu do zero ao universo em trilionésimos de segundo, sua velocidade atual é de anos luz por ano =P

  • Google = Lamborghini diablo
    Bing = Fusquinha

    Android = Super Man
    Win 8 Phone = Chapolin Colorado

  • Dhiego Borges

    De fato, achei a morte o Msn triste, um bom produto que pereceu por falta de atenção da empresa. Ate o Yahoo messenger já tinha um sistema voip, e isso foi chegar no msn tempos depois. Sei lá, a pessoa fazer algo sem consultar o que o consumidor final quer , é pedir pra fracassar!