Share Button

O curta “STARDUST”, elaborado pelo diretor, foi feito pelo diretor Mischa Rozema da PostPanic, e conta a história de Voyager 1, a nave espacial não tripulada e objeto feito pelo homem mais distante do sol, lançada em 1977 para explorar além de nosso sistema solar.

A história do filme se centra na ideia de que, no grande esquema do universo, nada é desperdiçado, e que podemos encontrar conforto em sabermos que todos nós essencialmente não passamos de poeira de estrelas (“star dust”, que deu o nome ao curta).

O vídeo “prevê” a jornada de Voyager 1 conforme a nave se move cada vez mais distante do nosso sol, e continua bem além do tempo de vida da humanidade. Rozema admite que o filme é mais uma interpretação artística do que científica de nosso universo, e que concentra-se principalmente em colocar a câmera em locais diferentes para obter uma perspectiva visual diferente do que é normalmente fornecido na ciência e nas representações fictícias do espaço.

Objetos e experiências que são visualmente familiares são mostrados no vídeo de um ponto de vista diferente. Por exemplo, cenas em pé na superfície do sol olhando para cima, ou o testemunho da morte e do nascimento de uma estrela – vale lembrar mais uma vez que esses eventos não são abordados de uma maneira cientificamente correta, mas sim a partir de uma interpretação puramente artística.

Via Hypescience.com

 

  • Observanand Impar

    só a musiquinha do video q é muito chata, sou mais o tangerine dream pra videos “espaciais”

    http://youtu.be/x_A2M5bvvWQ