Compartilhe!

“Hot Coffee”  foi, sem dúvida, uma das novelas da indústria de videogames na década passada. O conteúdo desbloqueado por um jogador em Grand Theft Auto San Andreas permitia “encontros” completos com as namoradas através de um minigame sexual.

Este minigame não foi ativado no jogo comercial, mas com a chegada do título às lojas, as modificações dos jogadores vieram à luz. A partir daquilo, a Rockstar Games recebeu milhares de comentários e foi colocado no olho da tempestade pela mídia.

Dan Houser, presidente-executivo da empresa, referiu-se a este tema controverso no The Guardian, que refletiu sobre as implicações que sua empresa teve, onde reconheceu que foi tratado “injustamente”.

Em suas próprias palavras: “Foi perturbador e até mesmo irritante, causando bastante chateamento na empresa. A repercussão social foi alta e fomos expostos de um jeito que não deveria acontecer nunca. A partir daquilo, nós debatemos muito. ”

Houser admite que a equipe de desenvolvimento “se sentiu atacada pelo conteúdo e formato ” e acredita que o tratamento recebido foi “injusto”. “Se tudo isso tivesse aparecido em um filme ou um livro, as pessoas não se preocupariam”, acrescenta.

Via GameVicio