Share Button

A corrida contra o tempo da Fox pelos direitos cinematográficos do personagem Demolidor pode ter chegado ao fim. Isso porque o estúdio tenta de forma exaustiva convencer a Marvel/Disney a prorrogar o acordo que ambos os grupos possuem sobre a utilização do Homem Sem Medo nos cinemas.

Mesmo sem um comunicado oficial, o diretor Joe Carnahan (“A Perseguição”), cujo nome estaria sendo sondado para a direção de um reboot do herói nos cinemas, lamentou via Twitter as dificuldades em seguir com o projeto.

“Acho que as minhas idéias para um certo super-herói retrô, vestido de vermelho, em estilo sérpico, já viraram fumaça, crianças. […] Veremos. O tempo não está do lado de ninguém. […] Os fãs do Demolidor ficariam muito satisfeitos se eles vissem o que eu vi nos últimos dias. Muito, muito satisfeitos…”, lamentou Carnahan.

A referência ao Demolidor é óbvia, mas as declarações negativas de Carnaham sobre a execução do longa já são vistas por alguns sites como a confirmação de que a Fox realmente vai ter que abrir mão do personagem, bem como seus coadjuvantes, como Elektra, Mercenário, Rei do Crime, e Ben Ulrich, por exemplo.

A situação do Demolidor é complicada a algum tempo. No mês de julho, o diretor David Slade (“A Saga Crepúsculo: Eclipse”), nome até então escalado para a direção, desistiu do filme para trabalhar na produção de uma série de TV sobre Hannibal Lecter. Marvel e Fox ainda tentaram chegar a um acordo para resolver esse impasse. Basicamente, a Marvel estenderia o prazo da Fox para fazer um filme do personagem, se a Fox liberasse o direito de dois personagens importantes do universo do Quarteto Fantástico: o engolidor de planetas Galactus e seu mensageiro, o Surfista Prateado. Mesmo com cronograma apertado, a Fox não aceitou o acordo.

Dessa forma, a Marvel deve mesmo contar com o Demolidor novamente em seu plantel, assim como Blade e o Justiceiro, que também tiveram seus direitos revertidos recentemente.

Via Cinema com Rapadura